25 de fevereiro de 2007

A esperança de Israel está viva!

2ª Mensagem sobre a Genealogia de Jesus - Por Ricardo Régener

A Bíblia tem uma série de textos considerados "complicados": são muitas as passagens que apesar de serem lidas muitas vezes, parecem não ter significado algum. Eu já passei por muitas passagens assim, até que em determinadas épocas da minha vida, o Senhor começou a me ensinar dentro dessas passagens que eu considerava complicadas. Hoje muitas delas estão entre as minhas preferidas da Bíblia, e dificilmente eu consigo ler a passagem e não ser impactado por aquilo que estou lendo.

Um desses textos complicados, é o de Mateus 1. Por muito tempo eu li esse texto sem saber que lição eu poderia tirar dele. Foi no mês de fevereiro desse ano, que Deus começou a me mostrar o tipo de gente que Ele havia escolhido pra fazer parte da linhagem de Jesus: enganadores, mulherengos, prostitutas, incrédulos, estrangeiros, adúlteras, e toda a sorte de pecadores que o Senhor resolveu transformar e usar para trazer o Salvador ao mundo. Essa genealogia, que é o primeiro texto do primeiro livro do evangelho, é uma mensagem do céu dizendo que Deus não vê como vê o homem, e Ele é capaz de transformar e usar a qualquer um para cumprir o seu plano na terra.

Isso falou muito comigo! E o que eu menos imaginava aconteceu: o Senhor começou a me ensinar outras coisas através do mesmo texto. Outras realidades, e é isso que eu quero compartilhar hoje com você!

Através da genealogia de Jesus, nós podemos nos relembrar de cada antepassado do nosso Senhor, que teve sua história contada no Antigo Testamento, e ver o trabalhar de Deus através das gerações, nas situações mais inusitadas, com as pessoas mais inesperadas, até o nascimento de Jesus, que se deu na plenitude dos tempos. Jesus, é chamado "A Esperança de Israel", e toda a genealogia dele é uma prova do céu de que Deus sempre cuidou do seu povo, e geração após geração, renovou a promessa e a esperança de que Ele mesmo, o próprio Deus, se encarnaria, se faria servo, para que através do seu sacrifício nós pudéssemos ter a vida.

A ESTERELIDADE É QUEBRADA
"Abraão gerou Isaque, Isaque gerou a Jacó, Jacó gerou a Judá e a seus filhos"

O início da Genealogia de Jesus, apresentada no evangelho, é Abraão. Deus chamou Abrãao do meio de um lar idólatra, pra ele sair da sua vida estável, e ir para o deserto, guiado por uma voz que ele nunca havia ouvido antes. Deus, durante o deserto, fez promessas a Abraão: "Abraão, eu te escolhi, pra que em ti sejam benditas todas as famílias da terra"; "Abraão, a sua descendência será mais numerosa que as estrelas do céu! Você será pai de muitas nações".

E Abraão caminhava por aquele deserto, guardando todas aquelas promessas no seu coração. E crendo contra a esperança, apesar de se ver com mais de oitenta anos, idoso, sem vigor físico; sua esposa Sara também tinha mais de oitenta anos, não tinha mais condições de procriar. Os anos se passando, a Abraão continuava crendo contra a esperança. Apesar de serem considerados Heróis da Fé, o texto bíblico não esconde que Abraão e Sara duvidaram do cumprimento integral da promessa de Deus. Sara tentou dar uma "mãozinha pra Deus", e entregou sua serva para deitar com Abraão, para que enfim eles tivessem a esperança de serem pais de muitas nações. O menino Ismael realmente hoje é pai de muitas nações, a maior parte dos povos árabes é descendência de Ismael, os mesmos que hoje guerream contra Israel, descendência de Isaque, o filho da promessa. Se Abraão e Sara não tivessem resolvido "dar uma maõzinha a Deus", hoje talvez mais nações estivessem abertas ao cristianismo, e não haveriam essas guerras que existem entre Israelenses e Palestinos.

Enfim, mesmo diante da inconstância de Abraão em crer que Deus daria a ele um filho de Sara, mesmo depois de ter tentado dar uma desastrosa "mãozinha a Deus", o Senhor, que não volta atrás no que diz, finalmente deu a Abraão e Sara, 20 anos depois, um filho chamado Isaque! Isso não é maravilhoso? Uma mulher de 110 anos, já desesperançosa da promessa de Deus, teve um filho! E esse filho, chamado Isaque, era uma mensagem a Sara e a todos os povos da terra, dizendo que a chama da Esperança de Israel estava viva, e manifesta, mesmo através de uma mulher de 110 anos que não tinha perspectivas de conceber.

Esse é o primeiro sinal da obra de Jesus na terra: através dEle, a incapacidade dos estéreis é quebrada. A Esperança Cristã se manifesta nas situações de falta de perspectiva, falta de projeto. Aquelas promessas de Deus que parecem estar mais distantes a cada ano, na verdade estão esperando a plenitude dos tempos pra se cumprir. Nós hoje, como Abraão e Sara, veremos nossos Isaques nascendo do impossível, e manifestando na terra a luz da Esperança que parecia morta.

A história não acaba por ai! Pra reafirmar a nós que a Esperança de Israel renasce a cada geração, apesar da circunstância, o Senhor escolheu uma segunda geração estéril (Rebeca), para reafirmar a nós que a Esperança de Israel renasce nas situações mais impossíveis.

OS TRISTES SÃO LEVADOS À PLENA ALEGRIA
"Boaz gerou de Rute a Obede"

No livro de Rute, nós encontramos a história de Noemi, e o casamento de Rute e Obede, que algumas gerações depois deu origem a Davi, e séculos depois a Jesus, "A Esperança de Israel". Conta a história que Noemi, uma serva do Senhor, perdeu tudo de mais precioso que ela tinha aqui na terra: seu marido e seus dois filhos morreram. Noemi ficou sozinha, desamparada, sem sustento, sem perspectiva de futuro, sem alegria de viver. Sua nora, Noemi, que poderia "partir pra outra", preferiu ser fiel à sogra a quem amava, e desde então passou a caminhar lado a lado com Noemi, nas dificuldades, em busca do sustento, as duas estavam ali, com uma exemplar amizade, lutando lado a lado. Mas Noemi, por ter perdido seu marido e seus filhos, continuava envergonhada diante da sociedade em que vivia, alvo da pena das pessoas que estavam ao seu redor.

Apesar de tudo isso, numa certa ocasião, Rute, sua nora, se encontrou com Boaz, parente de seu marido. Depois de algum tempo em que Deus articulava seus planos na terra, Rute se casou com Boaz, e dessa união nasceu Obede. Aquele casamento e aquele bebê representavam pra Noemi as primeiras gotinhas de chuva que caiam em seu deserto, o romper das primeiras folhinhas nascendo em uma terra seca. Era a Esperança de Israel renascendo, transformando a vergonha e a tristeza de Noemi em paz, esperança, e certeza de que ela não seria mais envergonhada diante dos homens, mas teria novamente a dignidade e alegria que havia perdido com a morte de seu marido e de seus filhos.

Mais do que a restauração da alegria de Noemi, essa história é outro recado de Deus para nós: a Esperança de Israel renasce para restaurar a dignidade, a alegria e a honra dos envergonhados, solitários e tristes. Se algum dia você se encontrar na mesma situação de Noemi, sozinho e envergonhado, lembre-se que o menino já nasceu, e Ele é o restaurador da nossa sorte!

A MALDIÇÃO SE TRANSFORMA EM BENÇÃO
"O rei Davi gerou a Salomão da que foi mulher de Urias"

Como já falei no texto anterior sobre a genealogia de Jesus, esse trecho enfático, e demosntra o poder de Deus para subverter pela graça dEle aquilo que os homens consideram como irreversível. Deus faz questão de enfatizar qual a origem de Salomão: fruto do casamento com Bate-seba, aquela que Davi havia roubado do seu servo Urias. O texto não diz "Davi gerou Salomão de Bateseba", mas o texto fala enfaticamente: "Davi gerou Salomão, da que foi mulher de Urias".

Isso me relembra um dos meus primeiros textos, que foi escrito justamente na passagem sobre Davi e Bateseba. De forma alguma, o fato de Salomão ser fruto do relacionamento entre Davi e Bateseba, significa que o pecado representa avanços na nossa vida: a conseqüência que Davi teve que levar por causa do adultério e de outros pecados provam que o melhor para qualquer homem é permanecer debaixo da vontade de Deus. Mas Davi possuia um coração arrependido! Ele não era perfeito, mas era extremamente disposto a reconhecer as suas falhas. E depois de cometer o adultério com Bateseba, assassinar Urias, o Senhor o repreendeu pelo seu pecado. Davi diante das suas próprias falhas fez algo que pra nós se torna um exemplo de arrependimento, ele reconheceu e assumiu integralmente a responsabilidade pelo seu erro, e passou dias prostrado, chorando, clamando para que Deus tivesse misericórdia dele, e do filho, fruto daquele adultério, que estava doente.

O Senhor levou aquela criança, e depois disso Davi se levantou, e se alegrou pois tinha convicção do perdão e da graça de Deus manifestos. Deus, através daquela atitude de arrependimento, de desejo de ser diferente, transformou o opróbio de Davi em honra, e converteu a sua maldição em benção. Davi coabitou com Bateseba, e recebeu um sinal muito parecido com o de Abraão e o de Noemi: desse relacionamento nasceu Salomão, que outra vez foi um sinal do céu, de que a Esperança de Israel estava renascendo mais uma geração, para quebrar o jugo do pecado, da maldição das trevas, e trazer benção, prosperidade e alegria.

Esse é a quarta "faceta" da graça de Deus manifesta em Jesus: a Esperança de Israel pode se manifestar nas situações mais desesperadoras de pecado, e mediante um coração disposto a ser modificado, transformar a imundicíe do pecado em bençãos e renovação de aliança, assim como foi com Davi!

MUITO MAIS!
Esses são apenas três dos muitos atributos da graça de Deus, manifesta por gerações e gerações através do nascimento de crianças que representavam a continuidade do plano de Deus para restaurar e salvar muitas vidas. Na nossa geração, hoje, nós temos a convicção de que o menino, a nossa esperança já nasceu!

Nas situações mais desesperadoras, lembre-se disso: O menino já nasceu, a Esperança de Israel está viva! Mesmo que se tenha 110 anos como Sara, mesmo que a tristeza e a vergonha tenham nos dominado como dominaram a Noemi, mesmo que os nossos pecados sejam grandes demais como os de Davi, a Esperança de Israel, Jesus, renovou-se dia após dia através de 42 Gerações, e hoje essa Esperança, o menino que nasceu vive para sempre, e Ele é garantia de que nós teremos nossas esterelidades vencidas, de que nossa tristeza se transformará em alegria e benção de Deus!

Que Deus te abençoe!

Extraído de: geracaodt.com

Um comentário:

Josiel Dias disse...

Olá meus irmãos, Graça e Paz.

Como foi bom conhecer este espaço, tão edificante pra nossas almas. Aprendendo uns com os outros crescemos na graça e no conhecimento. Gostaria também de compartilhar uma

"Mensagem Edificante para Alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/


Josiel Dias
Cons Missionário
Rio de Janeiro